UNIDADE 3
REFERÊNCIAS
COMO IMPRIMIR
   OS PROCESSOS PSICOLÓGICOS BÁSICOS E AS ATIVIDADES MENTAIS SUPERIORES

OBJETIVOS DA APRENDIZAGEM

» Identificar e descrever os processos psicológicos básicos que envolvem as atividades eminentemente humanas, extrapolando esses conteúdos para as mais diversas áreas de atuação do comunicólogo.


Abordaremos na presente unidade o tema Processos Psicológicos Básicos, mais especificamente sensação e percepção – os dois processos mais básicos. Discutiremos o que são esses processos, se eles são unicamente humanos, estudando sua base filo e ontogenética. Por fim, indagaremos sobre a importância de estudar tais processos no curso de Comunicação Social.

TEXTO 1
OS PROCESSOS PSICOLÓGICOS BÁSICOS DE SENSAÇÃO E PERCEPÇÃO E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A COMUNICAÇÃO HUMANA

Ana Cristina Costa França
José Ricardo dos Santos

Os processos psicológicos básicos referem-se a praticamente tudo que nos constitui como indivíduos: sensação, percepção, atenção, memória, pensamento, linguagem, motivação, emoção, aprendizagem etc, enfim, tudo o que é formado na nossa ontogenia. Em oposição a estes processos, encontramos os processos elementares, tais como os reflexos. Os processos psicológicos básicos possuem a base filogenética dos processos elementares, mas são construídos ao longo da nossa história ontogenética. Tais processos referem-se a padrões de comportamentos emitidos pelos sujeitos da espécie.

Apesar dessa rejeição científica ao Mentalismo, termos mentalistas como sensação, percepção, atenção, imaginação, emoção, motivação, memória e vontade ainda são usados em livros atuais de psicologia. Esses termos, no entanto, são normalmente empregados como rótulos para padrões de comportamento, e não [...] como sendo produtos de alguma entidade não material totalmente separada de qualquer parte do corpo. (KOLB; WHISHAW, 2002, p. 8).

Sensação e percepção (sensopercepção)

[...] Se estivéssemos continuamente cientes de todos os estímulos que se apresentam a nós, seríamos esmagados por informações sensoriais e incapazes de nos concentrarmos [...] (HOCKENBURY; HOCKENBURY, 2003, p. 84).

Ainda que dois seres humanos dividam a mesma arquitetura biológica e genética, talvez aquilo que um deles percebe como uma cor ou cheiro, não seja exatamente igual a cor e ao cheiro que o outro percebe. Nós damos o mesmo nome a esta percepção, mas, com certeza, não sabemos se elas relacionam à realidade do mundo externo exatamente da mesma maneira que a realidade percebida por nosso semelhante. Talvez nunca saberemos.

Sensação é a detecção e experiência sensorial básica proveniente dos estímulos do meio, tais como sons, objetos e odores. É o resultado da estimulação de células especializadas, os receptores sensoriais, por alguma forma de energia, que é convertida em impulsos neurais e transmitida ao cérebro.

Na verdade, todas as sensações são interpretadas no cérebro. Os órgãos dos sentidos recebem os estímulos (luz, som, gosto, cheiro, temperatura, dor, pressão etc.) e os transmitem ao cérebro, por meio de nervos sensoriais. O cérebro, então, “entende” a mensagem, produzindo a sensação.

A sensação é por natureza diferencial, ou seja, as pessoas só reparam naquilo que se distingue do geral, naquilo que é diferente, nos desvios, nas irregularidades. À medida que o nível de estímulos sensoriais diminui, a capacidade de detecção das diferenças ou da intensidade dos estímulos aumenta. É em condições mínimas de estimulação que se atinge a máxima sensibilidade. É por esta razão que a atenção aumenta quando um anúncio aparece sozinho num intervalo de um programa, ou quando, no meio de vários anúncios a cores, surge um em preto e branco.

Um outro conceito interessante relacionado à Sensação é o de Adaptação Sensorial, que se refere à diminuição na sensibilidade de um estímulo que é mantido constante. É o que ocorre quando estamos submetidos a uma mesma estimulação e depois de algum tempo, deixamos de senti-la. O olfato, mais do que a visão e a audição, possui uma enorme capacidade adaptativa. No início da exposição a um odor muito forte, a sensação olfativa pode ser bastante forte também, mas, após um minuto, aproximadamente, o odor será quase imperceptível.

1
1/3