Objetivo Específico da Aula

O objetivo desta aula é estudar quais são os principais fatores que influenciam na localização das instalações das empresas, considerados a partir dos recursos de que a empresa necessita nas suas atividades. Estudaremos, também, dois modelos de decisão sobre sua possível localização.

Habilidades e Atitudes

1. Analisar as necessidades de produção para uma unidade produtiva.
2. Fazer uma lista primária de fatores que influenciam na decisão de localizar uma instalação e provocar a inferência para montagem de uma série de instalações propostas.
3. Apresentar modelos para a tomada de decisões.

A Localização - Aula 07

Olá, alunos.

Antes de começarmos a nossa aula propriamente dita, sugiro que revejam os conceitos já estudados de Custo Fixo, Custo Variável e Custo Total. Eles serão oportunos mais para frente nesta aula.

Hoje, vamos estudar o quão importante é a localização de uma empresa, quanto custa a localização errada de uma empresa e quais fatores são determinantes na escolha de sua localização.

Para localizar estrategicamente uma empresa, precisamos decidir, em linhas gerais, sobre: qual país, qual estado, qual cidade, qual bairro e, finalmente, qual rua e localização.

Vamos apresentar, com base nos fatores estudados, a seleção regional até chegarmos à cidade. Neste ponto, apresentaremos dois modelos de decisão de escolha.

Boa aula!

“Localizar significa determinar o local do centro de operações, onde serão prestados os serviços e/ou fabricados os produtos que geram as receitas da empresa e onde se fará a administração do empreendimento.”

Definir uma localização para se instalar um empreendimento é uma decisão estratégica e faz pare do planejamento global do negócio.

Desse modo, dois aspectos são os mais importantes:

1 - A localização de uma empresa deve ter em conta minimizar os custos totais de produção. Deve-se considerar custo de transportes (matérias-primas e produtos acabados), estoques, mão-de-obra, visibilidade, outros insumos (água, energia elétrica, combustíveis etc.) nessa ponderação.

2 - A re-localização do centro de uma unidade produtiva da empresa gera um custo alto demais, tornando-se, muitas vezes, inviável.

Algumas empresas precisam ficar próximas de seus clientes (supermercados, farmácia, padaria etc.). Outras são atraídas pela proximidade das matérias-primas (indústria cerâmica, fábrica de cimento etc.). Algumas necessitam de mão-de-obra especializada e se limitam a regiões que possam oferecê-la. Existem, também, os pólos de tecnologia onde empresas de tecnologia de ponta se instalam

Cada empresa e cada produto fabricado possuem suas particularidades (porte, logística, recursos necessários, nível de mão-de-obra etc.), fazendo com que os problemas referentes à sua localização sejam específicos de cada situação.

Às vezes, o crescimento da demanda não pode ser atendido somente com a mera expansão da capacidade, tornando necessária a busca de um novo local para as operações.

Sempre que tratamos do assunto de escolher um local para uma instalação, estamos nos referindo a uma nova instalação. Escassez de matérias-primas e aspectos de legislação ambiental ou urbana também forçam as empresas a se mudarem para outras regiões.

Quando uma empresa já está operando, existem três opções para se localizar uma unidade.

1) Expandir a unidade existente. Dependerá de espaço e do tamanho dessa expansão.

2) Instalar uma nova unidade ao lado dessa existente. Também dependerá do espaço e do tamanho dessa unidade.

3) Fechar uma unidade e abri-la em outro local.

Vários autores classificam os bens de produção, quanto à sua disponibilidade ao cliente.

Para serviços e alguns produtos, a análise dessa classificação é muito importante para a localização das empresas:

Bens de conveniência. São aqueles em que a disponibilidade imediata do produto é um fator importante da venda. Nesse caso, o estoque é fator de sucesso do negócio. O cliente passa em frente a uma loja, vê uma calça na vitrine, entra e compra. Aqueles produtos que ficam em frente ao caixa dos supermercados são bons exemplos de bens de conveniência.

Bens de comparação. São aqueles produtos que se comparam antes de comprar. Um carro modelo “A” custa R$ 40.000,00, mas a entrega é daqui a 30 dias. O modelo “B” custa R$ 42.000,00 e a entrega é imediata, na cor que o comprador quer, já vem com seguro etc. O comprador compara os produtos e sua relação custo/benefício e decide.

Bens de consumo especiais. Neste grupo, estão produtos cujos compradores aguardam o prazo normal de fabricação para adquiri-los. Carros especiais, obras de arte, apartamentos em construção, algumas jóias e objetos de grande valor fazem parte desse grupo. Nesse caso, a disponibilidade imediata não é tão importante.

FATORES DETERMINANTES NA LOCALIZAÇÃO. Consideradas as opiniões de vários autores, existem fatores importantes para serem analisados na escolha da localização de uma unidade produtiva. Esses autores separam em seis blocos de fatores.

Fatores de avaliação quantitativa: dizem respeito aos volumes dos recursos necessários ao bem a ser produzido, que podem ser encontrados em uma determinada região. Os mais importantes são:

1) Disponibilidade e transporte de matéria-prima e semi-acabados.
2) Energia e combustíveis.
3) Água e esgoto (escoamento de resíduos e efluentes tratados).
4) Transportes em geral.
5) Facilidades governamentais e atrativos diversos.

Fatores de avaliação qualitativa: tratam da qualidade dos recursos necessários, disponibilizados na região:

1) Mão-de-obra da região, ambiente sindical e social.
2) Perspectivas do mercado local.
3) Alternativas para o transporte local de qualidade ou saturação de seus meios.
4) Acidentes, fatores geográficos, clima e segurança.
5) Sistemas de comunicação existentes.

Macro-fatores: fatores do nível estratégico da empresa

1) Fatores ecológicos.
2) Necessidade da criação de núcleos sociais, cooperativas, vila operária etc.
3) Definição de meio rural, urbano ou grandes centros.
4) O processo de fabricação e suas necessidades de energia, matéria-prima, mão-de-obra e sua integração com outras empresas locais.
5) Análise de previsão futura das demandas e dos recursos disponíveis.

Micro-fatores: fatores que irão impactar com a comunidade local e a região específica

1) Conseqüência para a comunidade (ruído, trânsito, efluentes etc.).
2) Posição com relação aos transportes (aeroportos, portos, rodovias e ferrovias).
3) Segurança local contra acidentes (inundações, incêndios, roubos etc.)
4) Acesso dos funcionários à empresa.

Fatores da seleção regional: fatores que dizem respeito à macro região.
Matéria-prima e meios de transporte e relação peso/volume entre matéria-prima e produto acabado.
Mão-de-obra.
Custos logísticos (armazenagem, movimentação, transportes etc.)
Condições climáticas, intemperismo, umidade e aspectos voltados ao produto e ao processo.
Leis, cultura e costumes regionais.
Incentivos e subsídios locais.

Fatores para a escolha da região específica: fatores para escolha entre cidades próximas.
Região urbana, rural ou periferia.
Transporte, zoneamento, serviços e impostos municipais e sindicalização locais.
Clima.
Facilidade de aquisição e qualidade de terrenos.
Incentivos municipais.

AVALIAÇÃO DE ALTERNATIVAS DE LOCALIZAÇÃO

Existem dois modelos principais de avaliação de localização.

1º) Ponderação qualitativa. Seja uma empresa fabricante de refrigerante e cerveja, que estuda uma localização para montar uma unidade produtiva. Ela ponderou entre os 6 fatores já estudados e está para optar entre as cidades “A” e “B”. O primeiro passo para essa decisão é listar os principais fatores necessários ao processo produtivo e sua colocação no mercado. A empresa chegou a 6 fatores, seu grau de importância, e monta a tabela a seguir.



Passos da montagem.

1º) Definição dos fatores mais determinantes e seu pesos conforme importância.
2º) Atribuir nota a cada cidade quanto à competência em atender a cada um dos recursos necessários.
3º) Multiplicar os pesos de cada fator pela nota de cada cidade para chegar ao total de pontos obtidos por cada uma das cidades.
4º) Somar todos os pontos obtidos por cada cidade e concluir qual é a que apresenta melhores condições de oferecer recursos à empresa.

2º Comparação entre custos fixos e variáveis é outra forma de avaliar a localização, calculando os custos fixos e variáveis (vistos na 2ª aula) para cada localização. A nossa fábrica de refrigerantes e cervejas calculou os custos de fabricação para as duas cidades, “A” e “B”, e chegou à seguinte conclusão:



Custo total na cidade “A” é:
CTA = 450.000 + 320 Q, onde Q = volume em m3 produzido no mês.
Analogamente CTB = 500.000 + 280 Q.



No ponto de intersecção entre as duas retas CTA = CTB, substituindo os termos em cada equação, teremos:
450.000 + 320 Q = 500.000 + 280 Q, e resolvendo a equação resulta que Q = 1.250 peças (QE).

CONCLUSÃO
Se a empresa produzir entre 0 (zero) e Qe, o custo total da cidade “A” é menor (a reta azul fica abaixo da vermelha) e, acima de QE, o custo total da cidade “B” é menor

Empresas com várias filiais, vários centros de distribuição e clientes espalhados por todo o país, decidem a localização de suas instalações utilizando modelagens matemáticas complexas e pesquisa operacional e se apóiam na rede dos modais de transportes utilizados para receberem suas matérias-primas e distribuírem seus produtos.

Grandes transportadoras, que, em um único trajeto de caminhão, carregam e descarregam, várias vezes, cargas de pesos e tamanhos diferentes, necessitam de sistemas informatizados para estabelecerem os trajetos e, também, a localização ideal de suas filiais e a melhor rodovia para acessá-las.

ATIVIDADES PROPOSTAS

1ª) Uma empresa estuda montar uma nova unidade e tem, como opções, duas cidades, com seus custos fixos e variáveis, como segue. Calcule a quantidade produzida em que os custos totais sejam iguais e determine em qual cidade é melhor se instalar para a) produções maiores e b) produções menores que essa quantidade.



2ª) Simule uma situação de duas opções de cidades para instalar uma unidade produtiva. Defina os recursos mais importantes para a empresa. Estabeleça critérios (graus) de importância para cada recurso. Atribua, para cada cidade, uma nota da capacidade de oferecer cada um dos recursos e decida por uma delas (utilizando o modelo da avaliação qualitativa visto nesta aula).

Sugestões de empresas:
Refinaria de petróleo;
Um estaleiro;
Fábrica de aviões;
Uma fábrica de móveis;
Churrascaria;
Um posto de gasolina;
Fábrica de biquínis;
Uma confecção de roupas de inverno;
Uma vinícola;
Uma fábrica de geléia de frutas.

Síntese

Um dos fatores decisivos de sucesso de um empresa é a sua localização. Um erro na escolha do local irá comprometer todo o resultado financeiro da empresa. A escolha do melhor local, ao contrário, pode garantir uma vantagem competitiva para a empresa e firmá-la no mercado.

Hoje, aprendemos dois modelos de escolha de micro localizações de instalações e listamos os fatores mais importantes para decidirmos o melhor local para instalá-las.

Na próxima aula, começaremos a ver o que é o Planejamento Agregado de Produção.

Até lá.

Bibliografia

GAITHER, N. ; FRAZIER, G. Administração da Produção e Operações. 8. ed. São Paulo: Pioneira, 2001. (Aula de hoje - ver páginas 179 a 191).

SLACK N. et al. Administração da Produção. São Paulo: Atlas, 1997.

MOREIRA, D. A. Introdução à Administração da Produção e Operações. São Paulo: Pioneira, 1998. (Aula de hoje - ver páginas 47 a 71).

RITZMAN, L. P. ; KRAJEWSKI, L. J. Administração da Produção e Operações. São Paulo: Pearson, 2004.